* Cavalos – uma história de amor

ql10 “Quando penso em todos estes anos, há sempre algo que se sobrepõe às inúmeras lembranças de acontecimentos testemunhados e vividos, de tarefas desempenhadas e de coisas realizadas – e esse “algo” é esta consciência do leque quase incomensurável de emoções experimentadas e partilhadas neste universo incrivelmente rico, cuja substância e essência são os cavalos. Tem havido momentos do mais vibrante entusiasmo e da mágoa mais pungente, de amargo desapontamento e de doce glória, de tragédia e de comédia, de ansiedade quase sufocante e de serenidade balsâmica, de dureza e de ternura, e, acima de tudo – de amor. Sim, amor – essa emoção (ou talvez sentido) que prevalece sobre todas as outras, superando as que são negativas e realçando as que são positivas ainda mais. Assim, quando revivo todos esses momentos, todos esses episódios, faço-o, fundamentalmente, com amor – este mesmo amor que me enche agora, e sempre encherá; porque é esse “tipo” de amor que, mesmo quando transborda, não pára de fluir em mim, como uma nascente, enchendo-me de novo, uma e outra vez. Para que isso aconteça, tudo o que tenho que fazer é… pensar neles – nos cavalos da minha vida.” (Maria Alexandra Oliveira, Gerente da Quinta da Lage, em “O(s) Ano(s) do Cavalo” – Todos os direitos reservados)

pastagens Entre os anos de 1985 e 2006, com maior incidência na década de 90, dedicamo-nos, na Quinta da Lage, à criação de cavalos de desporto, especialmente vocacionados para a disciplina do Salto de Obstáculos, a partir do cruzamento de éguas P.S.I. com garanhões da raça “Selle-Français”.

(P.S.I. – Puro-Sangue Inglês)

vertmuguet

Em 1991, com a importação do garanhão Vert Muguet (foto ao lado) – que viria a conquistar o título de Campeão de França, na modalidade “Hunter”, em 1996 – a criação ganhou uma nova dinâmica, tendo os serviços deste cavalo, como garanhão, passado também a ser disponibilizados, a partir do ano seguinte, para éguas de outros proprietários.

Até 2006, ano em que teve início a sua merecida reforma, a carreira desportiva de Vert Muguet decorreu a par com a sua actividade como garanhão. E tanto se destacou na primeira, onde alcançou numerosos êxitos, como deu origem, através da segunda, a diversos cavalos magníficos, que, por mérito próprio, se distinguiram também, ao longo dos anos, em provas de Obstáculos – tais como, entre outros, as éguas Harmonie Verte e Ileana Verte, ambas nascidas na Quinta da Lage, respectivamente em 1995 e 1996, e a égua Tite Verte, nascida em Aveiro, no ano 2000.

vertmuguet2

( Vert Muguet S.F. – nascido em St. Lô, França, em 1987, filho de Muguet du Manoir e de Illioucha. Na foto, participando num concurso hípico em 2004 )

harmonieverte2008

( Harmonie Verte S.F. – nascida na Quinta da Lage em 1995, filha de Vert Muguet e Falamor P.S.I.. Na foto, participando no CSI do Porto, Exponor, em 2008 )

ileanaverte2007

( Ileana Verte S.F. – nascida na Quinta da Lage em 1996, filha de Vert Muguet e Anacoreta P.S.I.. Na foto, participando no CSI do Porto, Exponor, em 2007 )

chaverde20071

Em 2007 nasceu, também na Quinta da Lage, a última cria de Vert Muguet, que foi “baptizada” com o nome de Chá Verde (foto acima) e cuja mãe é a égua P.S.I. Nougatine d’Or.

yard6

Por outro lado, tirando o melhor partido da extensa área de pastagens existente e das amplas e modernas instalações, a equipa responsável pela área equestre da Quinta da Lage, assessorada por uma especialista Britânica, Sandy Duce, pôs em funcionamento, a partir do ano de 2001, um sistema holístico de maneio e tratamento de cavalos. Este sistema, cuja aplicação visa alcançar e manter o bem-estar do cavalo como um todo, ou seja, tanto a nível físico como psicológico, e que continua em vigor na Quinta da Lage, serviu de base, ao longo de alguns anos, a uma outra actividade – a da recuperação de cavalos (principalmente de desporto) com lesões e traumatismos vários, e / ou problemas comportamentais. Foram muitos os cavalos, portadores de uma enorme diversidade de problemas físicos e psicológicos, que passaram pela Quinta da Lage. E, apesar de muitos momentos de desalento, sobretudo nos casos em que a gravidade dos problemas diagnosticados, e a complexidade e morosidade dos programas de tratamento prescritos, colidiam com a impaciência dos proprietários dos cavalos ao nosso cuidado, vivemos, também, momentos de enorme satisfação, ao alcançarmos, em diversas situações, recuperações verdadeiramente surpreendentes, como resultado dos nossos esforços e perseverança.

qlteamzc Actualmente, os serviços equestres da Quinta da Lage, coordenados pelo tratador José Carlos Barbosa da Costa (à esquerda na foto), centram-se, essencialmente, no apoio aos cavalos que, com o cavaleiro José Carlos Mendes (à direita na foto), participam, regularmente, em provas de Obstáculos de nível nacional e internacional, e, por outro lado, nos cuidados prestados a outros cavalos, de idades e origens diversas, que aqui vivem também.

qlteam21 Após quase 25 anos de actividade, e de uma infinidade de experiências vividas com muitos e inesquecíveis cavalos, através de uma ligação que, ao longo do tempo, se foi tornando cada vez mais estreita, podemos afirmar, com orgulho e, sobretudo, gratidão, que esta nossa história, sem dúvida marcada pelo sucesso, tem sido, de facto, e acima de tudo, uma verdadeira…

josephsilver

… HISTÓRIA DE AMOR!